ANA MATHEUS ABBADE + ILÊ SARTUZI

Faço pé e mão

09 de Agosto - 22 de Setembro

 

A colaboração entre a artista carioca Ana Matheus Abbade e Ilê Sartuzi cria uma vitrine que, embora retire elementos dos mostruários tradicionais de manicures e salões de beleza, resulta numa esquisita composição de um conjunto de pedaços de corpos - pés, braços e mãos, cabeça e dedos avulsos – com unhas postiças, alongadas e pontiagudas, que atravessam o espaço.

 

Dentro da produção de ambos os artistas, a reflexão sobre a não-normalidade em relação à exploração do corpo sempre foi uma questão central. A partir disso, a ideia de estabelecer uma vitrine que se assemelha ao que se veria de um estabelecimento comercial, contudo absurda, é o ponto de partida para a segunda intervenção no arte_passagem. Deve ser apontado, que o ambiente onde a intervenção acontece, o centro da cidade de São Paulo, é um espaço onde esse tipo de visualidade é recorrente, além de ser ponto comum para corpos que embaralham a normatividade.

 

“Faço Pé e Mão” anuncia o serviço ofertado pela artista, manicure e pedicure Ana Matheus durante o período da exibição; no interior da vitrine e em ruas do entorno, anúncios informam ao público o contato para o agendamento. O título refere-se, no entanto, tanto ao exercício de uma prática quanto à produção material desses dois pedaços de corpos. A vitrine assume, portanto, um caráter comercial, complexificando as funções desse espaço, ao mesmo tempo em que pode ser tomada enquanto a constituição de um corpo – estranho – formado por fragmentos. Esse corpo reside num lugar entre a imagem, própria de sua posição de manequim, e uma materialidade quase abjeta, que é intensificada pela presença das unhas alongadas e curvas que ocupam um espaço entre o produto e o interesse curioso que provoca um freak show.